-->
Home | Anote | Tecon Rio Grande movimenta proteína animal do Uruguai
Postado em 21 de setembro de 2020 | 17:10

Tecon Rio Grande movimenta proteína animal do Uruguai

De janeiro a julho foram 4.338 toneladas da carga embarcadas pelo terminal. O Tecon Rio Grande (RS), terminal da Wilson Sons, está realizando pela primeira vez uma operação de exportação de proteína animal da Região Norte do Uruguai Os primeiros embarques ocorreram no fim de janeiro e, até julho, já foram movimentadas 4.338 toneladas da carga no terminal.

A carga é proveniente da cidade uruguaia de Melo, a 280 km do Porto de Rio Grande, por via rodoviária. A nova rota traz, segundo a empresa, uma série de benefícios para o produtor, como acessibilidade e custo mais atrativo. “Começamos a flertar com o mercado uruguaio até pela proximidade do Porto de Rio Grande com o país. Depois de um amplo trabalho de pesquisa, que envolveu as áreas comercial, de inteligência de mercado e de projetos, consolidamos a operação”, conta o diretor-presidente do Tecon Rio Grande, Paulo Bertinetti.

O executivo ressalta que, além de contar com uma infraestrutura de ponta, o terminal recebe as principais linhas marítimas, que conectam o Brasil a importantes mercados internacionais. “Isso garante o frete marítimo mais competitivo”, resume.

Para a operação, o Tecon Rio Grande emprega parte de sua infraestrutura. São nove guindastes de cais ship-to-shore (STS) e 22 guindastes de pátio rubber-tyred gantry (RTG). Além disso, oferece acesso de caminhões com leitura automática das informações dos contêineres via Reconhecimento Ótico de Caracteres (OCR, na sigla em inglês) e o sistema de gestão Navis N4, plataforma que integra os sistemas digitais do terminal para o planejamento da carga e descarga dos navios.

 

 

Fonte: Tecnologistica


145 queries in 5,364 seconds