-->
Home | Anote | Qatar Airways diz que é totalmente irresponsável voar o A380 agora
Postado em 30 de julho de 2020 | 17:01

Qatar Airways diz que é totalmente irresponsável voar o A380 agora

Após ter parado todos os seus superjumbos até, pelo menos, o final de 2021, a Qatar Airways, através de seu polêmico CEO, Akbar al Baker, achou que era hora de dar uma alfinetada na rival Emirates Airline, depois que a última reiniciou os voos com o A380 no meio desse mês.

Através de um comunicado à imprensa, a empresa nacional do Catar delineou seu retorno aos céus, destacando que está utilizando sua frota de aeronaves Airbus A350 e Boeing 787, enquanto parou o Airbus A380 devido a “razões ambientais e comerciais”.

A Qatar Airways citava que “a análise dos números identificaram que a frota de aeronaves A350 consumia 20 toneladas de CO2 a menos por hora em determinadas rotas, comparadas ao A380”, afirmou a companhia aérea de Doha.

E então, “vestindo uma luva de pelica”, alfinetou “como resultado, não voltaremos a voar nossa frota de A380. Voar uma aeronave tão grande com um baixo fator de carga não cumpre nossas responsabilidades ambientais ou faz sentido comercial”, comentou o polêmico al Baker, executivo-chefe da Qatar.

No mesmo dia da declaração de al Baker, a Emirates retomava seus serviços com o Airbus A380. Além disso, ela aconteceu um dia após as Nações Unidas decidir a favor do Catar em seu conflito com vários países do Oriente Médio, incluindo os Emirados Árabes Unidos.

Os outros países bloqueavam o sobrevoo de aeronaves registradas no Catar, obrigando-as a voar muito mais, contornando o espaço aéreo dos países em disputa. Leia mais sobre esse assunto nessa matéria que publicamos na semana passada.

 

 

Fonte: Aeroin


150 queries in 3,260 seconds