-->
Home | Anote | Pegaki completa cinco anos e planeja inaugurar centros de distribuição
Postado em 8 de setembro de 2021 | 17:15

Pegaki completa cinco anos e planeja inaugurar centros de distribuição

Empresa revela ainda que pretende alcançar 20 mil pontos nos próximos dois anos. A Pegaki, startup de pontos de retirada e coleta de produtos de e-commerce e que completou cinco anos de atividade no fim de julho, anuncia que planeja implementar centros de distribuição (CDs) próprios para acelerar o prazo de entrega e redução de até 70% do custo do frete. Vale lembrar que desde início das operações até o mês do quinto aniversário, a companhia alcançou a marca de 8,2 milhões de produtos entregues e coletados.

Com mais de 2.400 pontos, e empresa revela que pretende alcançar ainda 20 mil nos próximos dois anos. Os planos de expansão ganharam força em fevereiro, quando a startup foi adquirida pela Intelipost , empresa de logística para comércio eletrônico, que recebeu um aporte de R$ 130 milhões da gestora de private equity Riverwood Capital no fim de 2020. A Pegaki permanece como uma empresa independente, mas agora com forte investimento em tecnologia. O valor da aquisição não foi divulgado.

Segundo um levantamento realizado pela empresa, mercados e lojas de conveniência estão na liderança de pontos cresdenciados. As lojas de acessórios de eletrônicos, telefonia e computadores ocupam o segundo lugar. As duas categorias juntas equivalem a 25% do total de estabelecimentos cadastrados. Presente em todos os estados, as regiões Sul e Sudeste concentram mais de 90% dos pontos.

“Surgimos como uma alternativa aos serviços de entrega dos Correios. Durante esse tempo, percebemos outras oportunidades que seriam interessantes para o nosso modelo de negócios, que permite ao cliente escolher o local de retirada ou coleta e horário de sua preferência. Para os pequenos comércios e lojas de serviço é um modo de diversificar a receita porque recebem por produto entregue ou recolhido. Cabe destacar também que, quando uma pessoa vai a um desses estabelecimentos, pode se tornar um consumidor. E o e-commerce vem apresentando crescimento recorde por causa do coronavírus”, explica o CEO da Pegaki, João Cristofolini.

A Pegaki oferece a logística para os microempreendedores e pequenas empresas que não têm como investir em tecnologia para este tipo de operação. Ela conecta transportadoras, centros de distribuição e pontos, ajudando a reduzir os custos do frete. Dessa forma, o pequeno comerciante pode atender consumidores de qualquer lugar do país sem se preocupar com o meio de entrega.

 

 

Fonte: Tecnologistica


141 queries in 3,557 seconds