-->
Home | Anote | Lucro líquido do segundo trimestre é o maior da história do Porto de Santos
Postado em 22 de agosto de 2021 | 17:06

Lucro líquido do segundo trimestre é o maior da história do Porto de Santos

Resultado favorecido pelos ganhos de eficiência atinge o lucro recorde de R$ 99 milhões. A Santos Port Authority (SPA) encerrou o segundo trimestre com lucro líquido de R$ 98,9 milhões, recorde trimestral histórico da estatal que administra o Porto de Santos. O lucro mais que dobrou em relação ao mesmo período de 2020 e cresceu 126,6%. O bom resultado foi impulsionado pelo aumento da receita e queda de custos e despesas.

A receita líquida cresceu 13,3% e atingiu R$ 295,8 milhões, favorecida pela forte movimentação de cargas, que continuou a bater seguidos recordes e registrou crescimento de 5,3%, fechando o trimestre em 41 milhões de toneladas.

Além da continuidade no bom desempenho das exportações, o segundo trimestre foi marcado pela consolidação na recuperação das importações, notadamente dos contêineres, onde são transportadas as cargas de maior valor agregado. No segundo trimestre, o avanço foi de 19,1% na comparação com igual período do ano passado, atingindo o recorde trimestral de 1,2 milhão TEUs.

Ao mesmo tempo, a administração da SPA manteve o foco na contínua geração de ganhos de eficiência. As despesas gerais e administrativas recorrentes registraram queda de 14,8%, desempenho suportado por diversas ações de racionalização de gastos.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês), ajustado por eventos extraordinários, registrou incremento de 40,4%, alcançando R$ 181,6 milhões. A margem Ebitda ajustada foi de 61,4%, avanço de 11,8 pontos percentuais na comparação com o mesmo trimestre de 2020.

Os ganhos nos resultados operacionais contribuíram para que a SPA encerrasse o segundo trimestre com uma posição de caixa líquido (caixa e aplicações menos endividamento bruto) superior a R$ 447 milhões, significativo avanço em relação à posição de caixa líquido de R$ 29,7 milhões verificada no segundo trimestre de 2020.

 

 

 

Fonte: Portos e Navios

 

 


140 queries in 3,494 seconds