-->
Home | Anote | Exportador vê oportunidade na peste suína
Postado em 7 de maio de 2019 | 17:41

Exportador vê oportunidade na peste suína

O avanço da peste suína africana na China, com perdas estimadas em 2019 de 35% na produção do país, deve ampliar a exportação dos produtores brasileiros de proteína animal (suínos, aves e bovinos). A crise no país asiático, maior consumidor e produtor de carne de porco no mundo, também é um alerta entre os economistas quanto a possíveis aumentos de preços e reflexos na inflação no Brasil.

Para Ricardo Santin, diretor executivo da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), que representa os produtores de suínos e frangos, os efeitos da doença significam uma “quebra de paradigma” no mercado de proteína animal, já que a China responde por metade da produção de carne de porco do mundo. Com isso, tanto o Brasil quanto outros países devem ter suas vendas para o mercado asiático impulsionadas. Foi observado um avanço nas vendas externas de suínos em abril. As exportações brasileiras de suínos totais cresceram 51,4% em valor em comparação com abril de 2018 e atingiram US$ 110 milhões.

Fonte: Estadão Conteúdo


145 queries in 3,338 seconds