-->
Home | Anote | Exportações de calçados caíram 33% até julho
Postado em 11 de agosto de 2020 | 17:19

Exportações de calçados caíram 33% até julho

De acordo com dados elaborados pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), no mês de julho, os calçadistas brasileiros embarcaram 6 milhões de pares, que geraram US$ 48,78 milhões, quedas tanto em volume (-26,8%) quanto em receita (-43,6%) ante o mesmo mês de 2019. Com o resultado, no acumulado dos sete primeiros meses de 2020, as exportações somaram 49,13 milhões de pares e US$ 379,27 milhões, quedas 24,5% e 33,1%, respectivamente, no comparativo com período correspondente do ano passado.

O presidente-executivo da Abicalçados, Haroldo Ferreira, destaca que alguns dos principais mercados internacionais para o setor calçadista brasileiro, caso dos Estados Unidos e Argentina, estão demorando mais para sair da crise provocada pela pandemia do novo coronavírus. Ele destaca que o maior mercado estrangeiro para o produto verde-amarelo, os Estados Unidos, viu seu PIB despencar quase 33% no segundo trimestre do ano, uma queda histórica, e que o fato aponta para uma queda no consumo naquele país.

Da janeiro e julho deste ano, o principal exportador de calçados brasileiros foi o Rio Grande do Sul. No período, os gaúchos embarcaram 12 milhões de pares por US$ 171,9 milhões, quedas de 29,2% e de 33,3%, respectivamente, ante o mesmo ínterim do ano passado.

Importação

Em julho, foram importados 1,98 milhão de pares por US$ 31,54 milhões, quedas de 1,7% e de 6,5%, respectivamente, ante o mês sete do ano passado. Já Vietnã, Indonésia e China, que juntos respondem por mais de 80% das importações de calçados, registraram incremento de 6,6% nas suas exportações para o Brasil no mesmo período. No mês sete, foram importados 1,74 milhão de pares desses três países. O destaque ficou para a China, que registrou um incremento de 69,4% ante o mesmo mês de 2019, somando 414 mil pares, o que indica que pode haver uma avalanche de produtos chineses nos próximos meses.

Nos sete primeiros meses do ano, entraram no Brasil 14,7 milhões de pares, pelos quais foram pagos US$ 189,65 milhões, quedas de 16,7% e de 11,6%, respectivamente, ante o mesmo período de 2019.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Abicalçados – Associação Brasileira das Indústrias de Calçados – Abicalçados

146 queries in 3,650 seconds