-->
Home | Anote | Documentário grava cenas no cais do Porto de Paranaguá
Postado em 5 de agosto de 2019 | 19:13

Documentário grava cenas no cais do Porto de Paranaguá

O cais do Porto de Paranaguá foi palco de gravação de cenas do documentário Tesouro Natterer, que conta a trajetória no Brasil do naturalista Johann Natterer, um dos integrantes da Expedição Austríaca que veio ao país no início do século 19. “Natterer saiu do Rio de Janeiro e passou por Paranaguá em 1821, depois foi para Goiás, Mato Grosso e subiu pelo rio Guaporé para a bacia amazônica. Foi nas fronteiras da Colômbia e Venezuela e chegou até Belém do Pará, onde encerrou sua viagem de 18 anos, uma grande expedição”, explica o cineasta Renato Barbieri, diretor e produtor do documentário.

O resultado de sua longa permanência no país e de sua intensa atividade de naturalista colecionista produziu um legado de mais de 50 mil peças naturais e etnográficas que, hoje, encontram-se perfeitamente conservadas em 2 dos principais museus de Viena: o de História Natural e o Weltmuseum Wien, antigo Museu Etnográfico. Segundo Barbieri, “Natterer é praticamente desconhecido dos brasileiros. No entanto, entre as mais de 50.000 peças que coletou e catalogou, cerca de 1.700 são etnográficas e representam mais de 70 etnias indígenas, a grande maioria já extinta. Dentre elas, a dos povos Munduruku, Baniwa, Bororo, SateréMawé, Apiacá, Krahô, Xavante, Botocudo, Manao e Tukano. É um dos maiores acervos etnográficos de um Brasil de 200 anos atrás”.

Fonte: APPA


144 queries in 2,746 seconds