-->
Home | Anote | Brasil assume presidência “pro tempore” do Mercosul
Postado em 23 de agosto de 2021 | 17:06

Brasil assume presidência “pro tempore” do Mercosul

Em reunião do Conselho Superior de Comércio Exterior (Coscex) da Fiesp, o embaixador Michel Arslanian Neto compartilhou, com o embaixador Rubens Barbosa e os participantes que acompanhavam ao evento on-line, os desafios que o Brasil terá pela frente, durante a presidência pro tempore do Mercosul, marcada para o segundo semestre deste ano.

Ele fez um retrospecto das intenções do governo Bolsonaro no âmbito do comércio exterior e lembrou que o presidente assumiu o mandato determinado a buscar maior inserção do Brasil no comércio mundial e nas cadeias globais, intensificar a conclusão de acordos comerciais e melhorar a competitividade do país. De fato, o Ministério das Relações Exteriores [Itamaraty] tem se esforçado para fazer avançar em reuniões externas com países como Coreia do Sul, Canadá e Singapura, mas vem enfrentando alguns impasses dentro do Mercosul.

Há meses o Brasil vem tentando chegar a um ponto de convergência em relação à revisão da Tarifa Externa Comum (TEC) com a Argentina. O país chegou a apresentar uma proposta de redução de 10% em maio, porém, limitada apenas a insumos e matérias-primas, o que desagradou os outros países participantes do bloco.

O Brasil assume a presidência do Mercosul até dezembro de 2021 com a tarefa de integração e modernização do bloco.

Fonte: Federação das Indústrias do Estado de São Paulo – FIESP

143 queries in 3,650 seconds